caro diário

casa nova, paredes novas!

há algumas (muitas) semanas venho mostrando aqui e ali pedaços da parede que levei umas sete semanas entre início e fim dos trabalhos.

demorei esse tempo todo porque, ao contrário da meia parede que apliquei em metade da sala (três demãos num mesmo dia, na véspera da minha mudança), esse projeto foi um pouco mais complexo.

como mudei de apartamento, optei por sair da zona de conforto e inovar na decoração do espaço novo. como já comentei em posts anteriores, não seria possível reproduzir a decoração que fiz no apartamento antigo porque: é outra planta, outra orientação geográfica do prédio, pontos de iluminação natural e artificial diferentes, etc.

claro que móveis, quadros e outros objetos de decoração permanecem, mas a roupagem do único cômodo com mais paredes do que móveis planejados deveria ser nova e especial.

um dos melhores momentos da transição – que foi bem caótica – foi pensar no que ia fazer na casa nova.

no apartamento antigo, antes de pintar uma das paredes de cereja a ideia inicial era aplicar um rosa claro, para compôr com a massa com efeito de cimento queimado. mas na hora de comprar a tinta na loja, resolvi olhar as cartelas inteiras pessoalmente e optei pelo cereja.

então, na casa nova, como ainda havia mais ou menos meia lata de massa, e meia lata do cinza claro que usei em parte da sala e no quarto, decidi aproveitar essas duas cores e incorporar o rosa.

bati o martelo sobre a paleta de cores após olhar com mais atenção para um dos quadros que tenho.

20170408_130003

definição de lar ❤

comprei essa ilustração da Casa Dobra assim que chegou na Collector ano passado, pois achei que tinha tudo a ver com meu lar (yoga, muitas plantas, um gato). observando bem essa ilustração que me remete a tantas coisas boas, fiz um recorte nas cores utilizadas: rosa claro, cinza claro, off-white e verde oliva e habemus paleta de cores para a casa nova!

o passo seguinte foi comprar as tintas. quando fiz a busca pelas cores nas cartelas troquei o verde oliva por um verde sálvia e deu muito certo. até porque um fator importante na hora de escolher uma cor para qualquer ambiente é levar em consideração não só a iluminação natural do cômodo como o tipo de iluminação artificial que tens ou pretendes usar. como prefiro lâmpadas com a luz amarelada, o verde oliva poderia ficar muito amarelado à noite.

o acabamento da tinta (fosco, semibrilho, brilho) também deve ser considerado antes de comprar as tintas. para o projeto da casa nova, já que o cinza que eu ia aproveitar era acabamento fosco, defini esse acabamento para as outras cores.

cores escolhidas (todas da Coral), tintas compradas.

  • Rosa Inglesa
  • Algodão Cinzento (que veio do outro apartamento)
  • Pingo de Gelo
  • Sálvia de Verão

e agora, como aplicar essas quatro cores em um único ambiente (cinco contando com o cimento queimado – Texturatto especial da Suvinil, cor Elefante)?

dois elementos logo vieram à mente: meia parede e parede geométrica.

falando em parede geométrica, tenho que fazer uma menção honrosa à outra referência que, assim como a ilustração já citada, adaptei e incorporei à realidade da minha casa. é o que sempre pratico, aconselho e que é bem diferente de chupinhar tudo e querer reproduzir literalmente na tua casa ou negócio, como infelizmente acontece muito mundo afora.

a referência veio de nada mais nada menos do que meu lugar favorito fora de casa, o Botanique. logo na entrada desse lugar lindo e original há uma parede geométrica simples com verde água, rosa e vinho. essas três cores fazem parte da paleta de cores principal utilizada no espaço. é bastante evidente o carinho com que decoraram esse lugar, o Botanique é um lugar com alma.

fim do parêntese, de volta ao projeto da sala!

depois de definir o rosa como cor principal para a meia parede, procurei equilibrar a distribuição do rosa na parede geométrica. na noite da véspera da mudança, após pintar a meia parede no resto da sala, comecei a marcar o desenho da parede geométrica, com a ajuda de amigos (obrigada Simone e Felipe!). a ideia inicial era fazer triângulos de diferentes formatos e tamanhos, sem deixar espaço entre um e outro.

é bem importante salientar – e teremos IBAGENS para ilustrar que: o desenho que marcamos não foi o desenho final. por isso sempre bato nessa tecla: adapte as ideias à tua realidade. como fiz a pintura sozinha e não quis espaços em branco entre os triângulos, tive que ir tirando e recolocando a fita à medida em que pintava os triângulos. com isso passei a ter uma visão melhor de como ficaria se aumentasse ou diminuísse os triângulos ao longo do processo e optei por não abrir tantos triângulos pequenos.

20170418_195234

não tenho foto só da marcação com a fita, mas esse é um dos primeiros registros após começar a pintura e a aplicação da massa corrida. em tempo: acho que vi uma gatinha ❤

20170422_114141

as marcações foram sumindo…

20170422_133246

…e os triângulos ficando um pouco maiores.

por outro lado fiz a parede geométrica “invadir” uma boa parte da parede contígua. inicialmente ia ficar só um pedaço do triângulo de cimento queimado nessa parede e acabei abrindo novos triângulos levando em consideração que naquele canto um dia anda vai ter um sofá.

20170508_122724

muita bagunça mas muito amor envolvido 🙂

usei fita crepe específica para pintura (uma azul, da 3M) mas mesmo assim notei que em alguns casos a tinta vazou um pouco para debaixo da fita. me foi recomendado passar massa corrida por cima da fita para impedir que isso acontecesse, e passo adiante essa dica. dá um pouquinho mais de trabalho mas considero melhor do que raspar a tinta da parede, que foi o que acabei tendo que fazer na maior parte dos triângulos.

20170418_205605

trabalho_de_corno.jpg 😀

no final das sete semanas (e três demãos para cada cor) fiquei muito feliz e muito satisfeita com o resultado. consegui aproveitar dois elementos os quais usei no outro apartamento (o cinza claro e a massa com efeito de cimento queimado) de forma diferente das propostas iniciais para esses materiais e incorporei novas cores.

e assim ficou minha primeira parede geométrica ❤

20170603_083226

VOILÁ!

e a seguir updates da decoração na parede geométrica:

20170727_130717

ainda não temos sofá mas já temos luminária pensando no sofá. elwood e jake aprovam.

update BREAKING NEWS nível de atualiadade (de hoje no início da tarde):

20170727_130833

cabideiro lindeza que chegou junto com a cadeira da varanda (vai lá no meu stories ver!)

20170727_130751

por uns bons três anos sonhei em ter esse modelo específico do hang it all. agora ele mora na entrada de casa.

a saga do sofá continua e ainda quero trocar as luminárias da sala, mas aos poucos tudo vai se ajeitando e a casinha vai ficando cada vez mais com cara e alma de lar.

Advertisements
Standard